O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contacte diretamente com as empresas

A Rainha está de volta - A Case eleva a produtividade a um novo nível


 

Peça informação e/ou orçamento

 

Não foi possível enviar a informação devido a um erroNão foi possível enviar parte da informação.
Por favor, tente de novo
Por favor, tente de novo

A Case apresenta uma gama de quatro retroescavadoras da Série T, que oferecem maior produtividade, menor custos de exploração e um funcionamento mais rápido para aqueles clientes que não têm tempo a perder. Com a Série T, a Case volta a impulsionar o mercado das retroescavadoras.

A nova retroescavadora Série T da Case, oferece aos clientes uma máquina adequada para as suas actividades, com a possibilidade de escolher entre transmissões Powershift ou Powershuttle, comandos pilotados e mecânicos e direcção às quatro rodas. Todas as máquinas oferecem uma redução de 10% no consumo de combustível, uma melhoria de 20% na produtividade e uma redução de 30 cm na altura de transporte.

A Case foi a primeira marca a apresentar, em 1957, uma retroescavadora integrada de fábrica. Desde então continuou a inovar, e foi a primeira marca a desenvolver uma lança extensível, a oferecer um motor turbo, Ride Control e a dotar a sua retroescavadora de transmissão Powershift.

Agora, a gama do Rei da Construção eleva o rendimento das retroescavadoras a um novo nível, reduzindo os custos para os clientes e melhorando a produtividade. A Case também vai fabricar um engate rápido mecânico de série para a retroescavadora e oferecerá como opção o engate hidráulico.

A comodidade da Rainha da Construção

A cabina da retroescavadora Case da série T, conta com alavancas de controlo totalmente ajustáveis, para proporcionar uma posição de trabalho cómoda. Inclui, de série, um assento com suspensão, dotado de apoio lombar ajustável e os níveis de ruído interno não passam dos 77 dB(A). As quatro janelas da cabina podem ser totalmente abertas, para conseguir uma melhor ventilação e é possível inclinar para cima o vidro traseiro, para oferecer uma vista limpa da área de trabalho.

O sistema hidráulico com bomba de caudal variável, garante a disponibilidade de potência, o que contribui para uma redução de 10% no consumo de combustível e menor níveis de ruído do motor.

Construída para render

Os cilindros sobrepostos na lança da retroescavadora oferecem uma altura de transporte inferior a 3,6 m e um perfil reduzido, que melhora a visibilidade. Estes 30 cm a menos na altura de transporte, vão reduzir o tempo de inactividade na obra e vão traduzir-se num deslocamento mais rápido da máquina entre zonas de trabalho.

A secção exterior do balanceiro Extendahoe, move-se através de um robusto cilindro hidráulico e, o perfil da lança principal garante a facilidade de carga dos camiões e uma melhor capacidade de escavação. Os cilindros da lança incluem, de série, amortecimento de fim de curso para prolongar a vida útil dos componentes e reduzir a fadiga do operador.

A maior capacidade do depósito do combustível e a redução de 10% no consumos significam que um operador médio poderá trabalhar até duas jornadas seguidas sem a atestar o equipamento, com o que se reduzirá o tempo de inactividade e aumentará a produtividade. Mas a Case não se conformou com isto, e em 2011 apresentou um deslocamento hidráulico para a retroescavadora.

Segurança de elevação

Um kit de manipulação opcional inclui um gancho de elevação, com válvulas de controlo de ruptura dos tubos dos cilindros da lança e do balanceiro e um dispositivo de aviso de sobrecarga. Os estabilizadores também estão dotados de válvulas de controlo de ruptura dos tubos de segurança, e podem utilizar-se sapatas de borracha para evitar danos na área de trabalho.

Facilidade de manutenção

Todas as retroescavadoras da Série T dispõem de pontos de verificação e nível diários acessíveis a partir do solo, o que reduz as manutenções programadas e o tempo de inactividade. O sistema de travões utiliza o óleo hidráulico da máquina, pelo que não é necessário um depósito à parte para o liquido dos travões. A ferramenta Electronic Service Tool (EST) da Case pode ser utilizada nos motores common rail para diagnosticar rapidamente as possíveis falhas e reduzir assim os tempos de reparação.

Resumo das características técnicas

Case 580T

  • Peso em operação, kg: 8,050
  • Potência nominal bruta (kW): 97 (72)
  • Binário do motor (Nm): 400
  • Transmissão: Powershuttle
  • Gama de velocidades, km/h: 0-40 km/h
  • Capacidade de elevação da carregadora (4 x 1), kg: 4,610

Case 580ST

  • Peso em operação, kg: 8,050
  • Potência nominal bruta (Hp/kW): 97 (72)
  • Binário do motor (Nm): 453
  • Transmissão: Powershuttle
  • Gama de velocidades, km/h: 0-40 km/h
  • Capacidade de elevação da carregadora (4 x 1), kg: 4,610

Case 590ST

  • Peso em operação, kg: 8,120
  • Potência nominal bruta (Hp/kW): 110 (82)
  • Binário do motor (Nm): 516
  • Transmissão: Powershift (Powershuttle opcional)
  • Gama de velocidades, km/h: 0-39 km/h
  • Capacidade de elevação da carregadora (4 x 1), kg: 4,610

Case 695ST

  • Peso em operação, kg: 8,840
  • Potência nominal bruta (Hp/kW): 110 (82)
  • Binário do motor (Nm): 516
  • Transmissão: Powershift
  • Gama de velocidades, km/h: 0-39 km/h
  • Capacidade de elevação da carregadora (4 x 1), kg: 4,580
Telefone
Clique aqui para ver telefone
Página web
Visite o site da empresa
E-mail
Enviar E-mail
Morada Av. Dr. Francisco Luís Gomes 1, 3º Piso - Fração 7
1800-177  Lisboa
Lisboa - PORTUGAL
(Clique aqui para ver o mapa)