Este site utiliza cookies próprios e de terceiros para melhorar a experiência e os serviços. Se você continuar navegando, significa que aceita o seu uso. Para mais informações, aceda a nossa Política de Cookies

As dificuldades da areia é um dos principais obstáculos do projeto da linha rápida que vai unir as cidades santas, Meca e Medina (450 km entre ambas), em duas horas e meia. Trata-se do célebre AVE do deserto, que deveria estar concluído e em funcionamento em dezembro de 2016.

Um consórcio formado por 12 empresas espanholas (entre elas Adif, Renfe, Talgo, OHL, Indra e Copasa) e outras sauditas, contam com três anos envolvidos no projeto.