O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contacte diretamente com as empresas

Conferências DH - Novas plataformas de distribuição trazem novos modelos de negócio

  • 01/04/2011, Lisboa

  • A terceira edição das “Conferências DH”, que teve lugar no dia 29 de março, na FIL, em Lisboa, no âmbito da Alimentaria&Horexpo, reuniu mais de 200 profissionais que debateram as novas formas de chegar ao consumidor.
  • Empresa: IFE Portugal

 

Peça informação e/ou orçamento

 

Não foi possível enviar a informação devido a um erroNão foi possível enviar parte da informação.
Por favor, tente de novo
Por favor, tente de novo

A terceira edição das "Conferências DH", que teve lugar no dia 29 de março, na FIL, em Lisboa, no âmbito da Alimentaria&Horexpo, reuniu mais de 200 profissionais que debateram as novas formas de chegar ao consumidor.

Organizada pela revista DISTRIBUIÇÃO HOJE e pela IFE - International Faculty for Executives, a conferência incidiu sobre as novas tendências da distribuição moderna, destacando a utilização das novas tecnologias, sobretudo dos smartphones e tablets e redes sociais que vão mudar, muito em breve, a forma como o consumidor se relaciona com os produtos.

Pedro Sobral, diretor de marketing do Grupo Leya,  apresentou o caso prático "Uma estratégia para smartphones e tablets do Grupo Leya" onde revelou a estratégia que sustentou o lançamento, recente, de aplicações do grupo editorial para aqueles suportes. Acrescentou ainda que "estão a surgir novos modelos de negócios agregados à venda digital e à venda de conteúdos através das novas plataformas como os tablets e os smartphones. "Com estes novos modelos de negócio surgem também novos parceiros. No negócio online, seja no mercado editorial seja na distribuição, tudo é possível", sublinhou referindo que  "com a nova área digital o Grupo Leya pode chegar a um mercado maior do que o mercado português. Em Portugal podermos chegar aos 7 milhões de portugueses, mas com as novas plataformas temos possibilidade de ir para mercados exponencialmente maiores, como por exemplo o Brasil". De acordo com Pedro Sobral,  o crescimento da venda de equipamentos que permitem a venda eletrónica de conteúdos, ou seja, tablets, "será, em Portugal, na ordem dos 350% em 2011/2012".

A intervenção a cargo de Isabel Rocha, senior brand manager da Jameson e Ricardo Nunes, project manager da Mindshare - empresa que gere a presença da marca de whiskey irlandesa nas redes sociais -, apresentou o caso prático "Utilização das Redes Sociais para aumentar as vendas e o relacionamento com o cliente". Debateu-se a importância da interação entre consumidor e marca; e o contacto permanente das ações que a marca faz no offline para online fazem parte da estratégia "Plataforma 360º" que a marca Jameson tem vindo a implementar para comunicar com os consumidores através das redes sociais.

"Inspirar o futuro da distribuição moderna" foi o tema abordado por Paulo Caldeira, diretor de marketing da Kantar WorldPanel. Serviços mais costumizados, maior e melhor relacionamento com os consumidores e uma boa experiência de compra serão alguns dos indicadores decisivos para o sucesso das vendas no futuro na distribuição e no retalho. O responsável da Kantar WorldPanel revelou também algumas das tendências de futuro do comportamento do consumidor na utilização de novos canais, como o online. Outros dos assuntos abordados foi o aumento das compras online, tendo Paulo Caldeira concluído a sua apresentação referindo que as vendas online e o mundo digital terão sempre de ter em conta "o relacionamento com os consumidores".

Sílvio Macedo, diretor-geral da Xarevision apresentou o caso prático "Real Time Marketing: novas tecnologias no ponto de venda para reagir rapidamente aos desafios do mercado". Destacou os serviços de digital signage e televisão corporativa desenvolvidos pela empresa para o setor da distribuição, nomeadamente hipermercados.  Segundo os dados apresentados as ações que têm desenvolvido nos pontos de venda de várias superfícies, sobretudo hipermercados do Continente, têm tido reflexo comprovado nas vendas: "podemos dizer que o nosso meio é responsável pelo aumento de vendas em alguns locais de distribuição".

A conferência incluiu também uma mesa redonda moderada por José António Rousseau, consultor e professor universitário, à volta do tema "Como comunicar para atingir o consumidor em todos os pontos de contacto em que este se encontra".

Perante um auditório repleto de profissionais da distribuição e produção no Pavilhão Multiusos da FIL, José António Rousseau começou por lançar a discussão afirmando que, cada vez mais, "os consumidores estão parametrizados nesta nova era de inovação e participação, em que o marketing produto ou de consumidores, deu lugar ao marketing colaborativo". Trata-se de um "marketing 3.0", como o denominou o moderador para início de debate.

O consumidor colaborativo já é um dos focos do marketing da Staples Portugal como revelou Ana Paraíba, responsável de Comunicação da insígnia de produtos de escritório e ensino. "Estamos a entrar no marketing colaborativo com a criação de engagement, mesmo sabendo que os utilizadores da rede social Facebook nossos ‘amigos' poderão não ser todos nossos clientes", acautelou.

João Paulo Girbal, presidente da direção da Centromarca, reforçou que "a internet, a mobilidade e as novas redes sociais são a nova fórmula sustentável para o marketing das marcas, na tentativa de agradar aos consumidores", no que foi seguido por Márcio Dimas, da direção da Popai Portugal, que lançou que "os produtos já podem sair do ponto de venda e ganhar portabilidade".

Também interveniente na mesa-redonda, Vítor Domingos, consultor tecnológico da NextPower, garantiu que "o melhor marketing é feito pelos consumidores nos seus computadores e telemóveis", no que foi secundado por José António Rousseau que, a resumir o debate, disse que "os ‘amigos' nas redes sociais são os novos marketeers cabendo às marcas influenciá-los".

Esta terceira edição contou com o apoio da associação Popai e com o patrocínio da Nexium e da Xarevision.


Sobre a IFE:

A IFE - International Faculty for Executives é a filial portuguesa da multinacional francesa EFE (Édition Formation Enterprise), um importante ator europeu na área da gestão do conhecimento, fundado em 1989 por Patrice Bougon. Atualmente o grupo EFE está presente em 6 países europeus - França, Bélgica, Luxemburgo, Suíça, Espanha e Portugal. No nosso país desde 1998, a IFE - International Faculty for Executives desenvolve a sua atividade na área da formação Inter Empresas e à Medida, dos Congressos, Salões e Feiras Profissionais e das publicações especializadas, nas mais diversas áreas de interesse para as organizações.

No âmbito da sua estratégia de expansão para mercados internacionais, e respondendo às muitas solicitações que tem recebido, a IFE coloca à disposição das instituições e quadros angolanos a sua experiência na área da gestão do conhecimento e do capital humano, através da criação, em 2009, de uma unidade de formação exclusiva, a IFE Angola.

Telefone
Clique aqui para ver telefone
Página web
Visite o site da empresa
E-mail
Enviar E-mail
Morada Rua Basílio Teles, 35-1º Dtº
1070-020  Lisboa
Lisboa - PORTUGAL
(Clique aqui para ver o mapa)