O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contacte diretamente com as empresas

A Linde Material Handling aumenta a sua gama de equipamentos robotizados

  • 14/04/2016, Alcochete (Lisboa)

  • O objetivo da Linde a médio prazo é oferecer uma versão robotizada para cada uma das suas séries de produtos principais.

 

Peça informação e/ou orçamento

 

Não foi possível enviar a informação devido a um erroNão foi possível enviar parte da informação.
Por favor, tente de novo
Por favor, tente de novo

A Linde Material Handling lançará dois novos modelos dentro da sua inovadora série de equipamentos robotizados Linde-MATIC: o porta-paletes Linde T-MATIC e o stacker contrapesado Linde L-MATIC AC, que complementarão a gama atualmente disponível.

O porta-paletes Linde T-MATIC dispõe de garfos de grande comprimento para transportar duas paletes ao mesmo tempo e uma capacidade de carga de três toneladas. Por seu lado, o stacker contrapesado Linde L-MATIC AC permite o transporte de contentores de carga fechados e está desenhado para a recolha de cargas em estações de recolha e entrega que não estão acessíveis com os braços de carga (p. ex., mesas fechadas). Igualmente, pode suportar cargas de até 1,2 toneladas. Estes dois novos modelos robotizados, que se somam aos dois lançados no ano passado (o stacker Linde L-MATIC e o trator Linde P-MATIC) têm como base os equipamentos standard da Linde e cobrem uma ampla gama de tarefas no armazém.

Desenhados para uma logística mais interligada e automatizada

A logística do futuro estará interligada digitalmente e cada vez mais automatizada. Os equipamentos da série MATIC podem circular de forma autónoma pelo armazém sem nenhum tipo de infraestrutura adicional. Além disso, podem detetar obstáculos em tempo real, e por outro lado, podem modificar-se e ajustar-se de forma flexível às novas disposições do armazém. Com eles as rotas e acessos da área traçada num mapa podem modificar-se de forma fácil e rápida. Estes veículos realizam as suas tarefas independentemente das horas de trabalho e proporcionam máxima segurança no tráfego.

Em combinação com módulos LAN sem fios (denominados COMBOXes), o software de supervisão destes equipamentos garante a conexão com os diferentes elementos existentes, como transportadores de rolos, cintas transportadoras, máquinas retráteis e portas automáticas. Por último, recebe ordens de sistemas corporativos ERP ou de gestão de armazém (WMS) e transforma-as em ordens de transporte.

Graças aos equipamentos robotizados da Linde, os responsáveis de logística têm a possibilidade de interligar o seu fluxo de material interno de forma gradual passo a passo:

Fase 1: Quando as condições de funcionamento são simples, os equipamentos podem trabalhar autonomamente, sem conexão. Neste caso, as ordens de transporte são ativadas diretamente através do ecrã tátil do equipamento ou estão programadas no seu computador.

Fase 2: Numa seguinte fase, os veículos robotizados comunicam entre si através do software de supervisão e conectam-se com máquinas e instalações individuais, por exemplo, um scanner de código de barras ou um sensor de presença num extremo de um transportador de rolos. Deste modo, o stacker robotizado fará o percurso até ao sítio, recolherá a palete e irá transportá-la até ao destino solicitado, por exemplo, à reserva de materiais de uma unidade de produção.

Fase 3: Na terceira fase, o software de supervisão dos equipamentos Linde-MATIC pode trocar informação com o sistema corporativo WMS ou o ERP. O computador gere pedidos a entrar, atribui trabalhos de transporte com rotas otimizadas, recebe feedback dos equipamentos e gere o tráfego, acrescentando uma grande dose de inteligência à frota.

Principais aplicações

Atualmente, os equipamentos robotizados são utilizados principalmente no transporte de paletes e reboques. Estes veículos cobrem distâncias que se podem ampliar até várias centenas de metros e deslocam mercadorias entre os armazéns e a área de fabrico para garantir a retirada e o fornecimento de produção. Estes equipamentos também se utilizam para levar mercadorias a uma secção intermédia ou para o armazenamento de grandes volumes depois da descarga do camião, assim como para posicionar os diferentes produtos nos cais de saída antes de carregar o camião.

Os clientes dos equipamentos Linde robotizados são oriundos da indústria automóvel e de fornecedores automobilísticos, indústrias químicas e farmacêuticas, engenharia mecânica, sectores de alimentação assim como alguns dos principais 3PL (logística para terceiros). O número de equipamentos industriais numa fábrica ou armazém pode variar de uma frota reduzida até frotas de 20 a 30 veículos. Os equipamentos robotizados e automatizados utilizam-se habitualmente em combinação com outros operados manualmente, compondo frotas mistas e interagindo entre elas, por exemplo, na entrega de contentores de carga.

Telefone
Clique aqui para ver telefone
Página web
Visite o site da empresa
E-mail
Enviar E-mail
Morada Zona Industrial do Passil, Lote 102
2890-182  Alcochete
Lisboa - PORTUGAL
(Clique aqui para ver o mapa)