O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contacte diretamente com as empresas

A Linde Material Handling apresenta no WoMH as possibilidades da interligação digital

  • 24/05/2016, Alcochete (Lisboa)

  • A Linde apresenta, entre outros, uma nova tecnologia de localização que permite registar, em tempo real e com uma precisão de centímetros, a localização dos equipamentos ou dos recipientes de transporte dentro dos armazéns e das áreas de produção.

 

Peça informação e/ou orçamento

 

Não foi possível enviar a informação devido a um erroNão foi possível enviar parte da informação.
Por favor, tente de novo
Por favor, tente de novo

A autoestrada da informação passa pelos armazéns

Na logística, os processos e, consequentemente, os fluxos de material, são cada vez mais controlados digitalmente. Neste sentido, também os equipamentos de movimentação de cargas se vão tornando parte da indústria digital. Com equipamentos universalmente controlados de forma eletrónica, sensores inovadores, tal como os utilizados no Linde Safety Pilot, com a solução de gestão de frotas Connect: e com outras soluções digitais, a Linde Material Handling criou as condições para auxiliar os seus clientes na digitalização dos seus processos operacionais. No "World of Material Handling" (WoMH), a Linde apresenta, entre outros, uma nova tecnologia de localização que permite registar, em tempo real e com uma precisão de centímetros, a localização dos equipamentos ou dos recipientes de transporte dentro dos armazéns e das áreas de produção. Esta informação possibilita uma diversidade de aplicações que melhoram de forma decisiva a eficiência e a segurança dos processos operacionais.

No WoMH 2016, os visitantes têm a oportunidade de ver com os seus próprios olhos a precisão e a diversidade de aplicabilidade desta tecnologia: líderes e especialistas têm consigo os respetivos transmissores, enquanto a sua localização no recinto é exibida numa aplicação do tablet. Cada convidado recebe, no início da sua visita, um destes tablets, extremamente úteis no caso de um participante se perder do seu líder de grupo. Mas também o desempenho do condutor na pista de karts da WoMH pode ser acompanhada ao segundo, uma vez que os karts elétricos do fabricante italiano CRG não só estão equipados com o sistema de transmissão Linde, mas também com um transmissor de localização. "Com base neste sistema de localização em tempo real, ampliaremos a funcionalidade da nossa gama de produtos Connect: e desenvolveremos, adicionalmente, novas aplicações que vão para além da gestão de frotas", explica Massimiliano Sammartano, Vice President de Sales & Service Marketing & Operations na Linde.

Zonas virtuais e ferramenta de análise para o planeamento das rotas

Esta económica solução de localização foi desenvolvida pela Linde em colaboração com a Quantitec, os especialistas em rastreio: no armazém ou nas áreas de produção são instalados os chamados "Nodes" (nós) e é com base nesses nós que o sistema de localização determina a posição do transmissor no equipamento. É assim possível, por exemplo, dividir virtualmente o armazém em várias zonas e atribuir permissões e regras aos condutores e equipamentos, nomeadamente para a velocidade e para a altura de elevação. "As informações acerca da posição dos equipamentos, registadas de forma contínua, podem ser guardadas num tipo de "heatmap" que representa os itinerários dos equipamentos num determinado período", explica Colin Flint, que dirige o marketing de produto da Linde Connected Solutions. "Desta forma, conseguiremos, no futuro, ajudar os nossos clientes a otimizar o planeamento das rotas para as suas frotas e a reduzir as rotas em que os riscos de acidente são maiores."

Todas as funções da solução de gestão de frotas Connect: demonstradas no local

A localização em interiores não é, no entanto, a única tecnologia demonstrada na pista de karts do WoMH. "Juntamente com o nosso parceiro CRG, não desenvolvemos apenas o sistema de transmissão elétrico para os seus equipamentos. Com base na tecnologia de propulsão dos empilhadores elétricos da Linde, ele ficou igualmente muito interessado na nossa gestão de frotas", afirma Wolfgang Klüpfel, Project Manager da Linde eMotion. Isto porque os clientes da CRG, fabricante de karts de corrida e de aluguer, são entidades operadoras de kartódromos e as suas necessidades sobrepõem-se, em muitos aspetos, às da gestão de frotas. Por isso, a CRG disponibiliza aos seus clientes não apenas os equipamentos como também a solução Connect: da Linde. Controlo de acesso, diversos parâmetros de condução para diferentes condutores, registo de colisões através de sensores de impacto, planeamento da manutenção, registo e análise da utilização do equipamento: tudo isto são funções e informações que ajudam a empresa de karts e de equipamentos de movimentação a utilizar os seus equipamentos de forma tão eficiente e segura quanto possível.

Segurança e disponibilidade do equipamento melhoradas através da interligação

Uma outra novidade da solução de gestão de frotas Connect: no WoMH é a aplicação Connect: "pre-op check". O condutor do empilhador, que verifica parâmetros importantes do seu equipamento no início do turno, por exemplo a pressão dos pneus e possíveis danos, utiliza para o efeito um smartphone. Só depois da verificação com esta aplicação é que o equipamento é desbloqueado. Entretanto, o software Connect: "desk" reúne as informações com outros dados e procede à avaliação dos mesmos. Conseguimos, desta forma, melhorar não apenas a segurança, como também a produtividade e a disponibilidade dos equipamentos. Se os equipamentos não vierem já equipados de fábrica com as unidades "Connect:", eles podem ser equipados posteriormente sem qualquer problema. Existem várias opções para a transferência de dados: telemóvel, Bluetooth ou W-LAN, dependendo do que for mais adequado para a infraestrutura do cliente. As permissões de condução e as configurações do equipamento podem ser definidas individualmente e o colaborador pode desbloquear o equipamento por PIN ou RFID.

A base das aplicações relevantes do ponto de vista da segurança é o inovador conjunto de sensores, no qual se baseiam também os sistemas de assistência ao condutor inteligentes, como é o caso do Linde Safety Pilot (LSP). No modelo Active, o LSP intervém ativamente no comando do equipamento em situações de condução e de elevação críticas e contém, fundamentalmente, funções adicionais úteis como, por exemplo, uma balança de carga. Depois dos empilhadores elétricos, o sistema estará, em breve, igualmente disponível para os empilhadores com motor de combustão. "No que diz respeito à produtividade e segurança dos equipamentos, não há dúvida de que a Linde detém a posição de liderança. Contudo, a chave para o aumento da eficiência na logística já não será, no futuro, apenas o equipamento por si só", afirma Christophe Lautray, Chief Sales Officer da Linde, "mas sim a integração de toda a frota nos processos de TI. No WoMH mostramos como é que isso é possível."

Resposta mais rápida: aplicação Mobile Service Manager

Também na área do atendimento a Linde deseja oferecer, no futuro, uma maior transparência relativamente às atividades de assistência técnica e apresenta uma aplicação que está a ser testada atualmente: com a aplicação Mobile Service Manager, os operadores dos equipamentos Linde deverão, no futuro, conseguir colocar as suas questões diretamente à organização de atendimento da Linde através do código QR do equipamento e de uma fotografia da anomalia. Posteriormente, eles são informados sobre o estado atual da sua consulta através de um smartphone. Por outro lado, o sistema Extranet "MyLife" já existente permite que os operadores das frotas obtenham informações sobre a carga atual, a estrutura etária e o nível de manutenção da frota, incluindo uma clara visão geral dos custos. O "MyLife" destina-se sobretudo a responsáveis de compras e de logística de empresas de maior dimensão", explica Dieter Antensteiner, Head of Fleet Management. "Os dados facilitam o planeamento da composição da frota e, consequentemente, as decisões de investimento. A relação custo-benefício é o elemento central."

Tendências de futuro: interligação, automatização, individualização, sistemas energéticos

Sob o lema "Linked Perspectives", o World of Material Handling dá resposta aos maiores temas do futuro na área da logística: paralelamente à interligação, também a automatização, a individualização e os sistemas energéticos são abordados. "A logística interna será cada vez mais interligada, digitalizada e automatizada", afirma Sammartano. Em 12 000 metros quadrados encontram-se áreas de exposição, apresentações em 3D, fóruns de especialistas, amostras de produtos e áreas de experiências. Os conteúdos podem ser esclarecidos em dinâmicas de grupo ou descobertos individualmente. "Depois do espetáculo de desempenho abrangente de há dois anos, este ano concentrámo-nos nos quatro grandes campos de competências, que num futuro próximo irão desempenhar um papel decisivo para os nossos clientes", diz Manfred Höhn, Head of Marketing Communication and Branding.  

Telefone
Clique aqui para ver telefone
Página web
Visite o site da empresa
E-mail
Enviar E-mail
Morada Zona Industrial do Passil, Lote 102
2890-182  Alcochete
Lisboa - PORTUGAL
(Clique aqui para ver o mapa)