O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contacte diretamente com as empresas

SAP faz balanço da integração da Business Objects um ano após a sua aquisição

  • 28/04/2009, Lisboa

  • As vendas de soluções de Business Intelligence da SAP BusinessObjects registaram um crescimento de 65% na região da Península Ibérica em 2008.
  • Empresa: SAP Portugal

 

As vendas de soluções de Business Intelligence da SAP BusinessObjects registaram um crescimento de 65% na região da Península Ibérica em 2008

A integração das ofertas de ambas as empresas sob a marca SAP BusinessObjects permitiu à SAP posicionar-se como líder de mercado das aplicações de utilizadores de negócio


Um ano após o término da operação de aquisição da Business Objects, que permitiu integrar duas empresas com uma oferta de produtos complementares e com uma cultura empresarial semelhante, a SAP Ibéria apresenta um balanço dos sucessos alcançados neste período de tempo.

Segundo Bernardo Ricca, Director Comercial em Portugal da SAP Iberia, "neste primeiro ano, a SAP superou os objectivos estabelecidos para a operação: a oferta de soluções foi ampliada para disponibilizar um melhor serviço aos seus clientes; a integração das duas empresas realizou-se num curto espaço de tempo, permitindo que ambas as organizações rapidamente trabalhassem como uma única empresa e; o contributo da Business Objects para o crescimento das vendas da SAP em 2008 foi muito significativo."

Sob a marca SAP BusinessObjects, o bom acolhimento da oferta, integrada de ambas as empresas, por parte dos clientes reflectiu-se num crescimento das vendas na ordem dos 65% em 2008 na operação da SAP Ibéria. No ano passado, a unidade de mercado ibérica fechou 130 contratos destas aplicações quer com grandes empresas quer com empresas de pequena e média dimensão. Cerca de 80% das vendas de software neste âmbito corresponderam a grandes contas e cerca de 20% a médias e pequenas empresas. Para além disso, um elevado número de clientes de soluções SAP adquiriram, o ano passado, aplicações da SAP Business Objects, como por exemplo: AENOR, CA Seguros, CGD, EDP, Grupo Nabeiro, Moviflor, Portucel, REN, Sonae Indústria, Zon TV Cabo, entre outras.

No total das vendas de software da SAP Ibéria, a oferta SAP BusinessObjects significou 17% do total das receitas de software em 2008. No que respeita à operação mundial da SAP, a contribuição do portfolio SAP BusinessObjects em 2008 representou cerca de dois terços dos 20% de crescimento ao nível das receitas de software e de serviços relacionados com software.

Aumento da Quota de Mercado

Ao longo do ano, a SAP posicionou-se como líder indiscutível nas áreas de Business Intelligence (BI); Gestão da Performance Empresarial (EPM); e Governance, Risk and Compliance (GRC).

Oferta integrada de produtos

Desde a aquisição, a SAP desenvolveu acções inovadoras nas quatro áreas que compõem a oferta de aplicações de utilizadores de negócio: Business Intelligence, Gestão da Informação, Gestão da Performance Empresarial e Gestão de Governo, Risco & Cumprimento Normativo. Segundo Diogo Baptista, responsável de desenvolvimento de negócio em Portugal da SAP Ibéria, "um dos principais sucessos da integração foi a transparência com que se comunicou aos clientes o calendário de lançamento de novas soluções e, sobretudo, o cumprimento desse mesmo calendário. A SAP sempre se caracterizou pelo seu rigor e para nós é essencial cumprir com o que anunciamos aos nossos clientes. Sem dúvida alguma, essa seriedade contribuiu fortemente para o êxito da operação."

Em 2008, a SAP lançou no mercado a nova plataforma SAP BusinessObjects XI 3.1, introduzindo-se melhorias na área de integração com aplicações e plataformas de terceiros, oferecendo também suporte, por exemplo, às últimas versões da Microsoft, HP e Netezza. Foi também lançado o SAP Data Migration Services, uma solução para facilitar a migração de dados em ambientes SAP e não SAP, que combina as melhores práticas da SAP com a tecnologia Business Objects.

Foi ainda avançado o catálogo completo de soluções orientadas para utilizadores de negócio, integrando as aplicações de gestão de performance empresarial (estratégia, planeamento e consolidação) e as de gestão de risco.

Outros dos avanços foi a incorporação da funcionalidade de Crystal Reports dentro do SAP Business One para que as PME possam beneficiar da capacidade de elaboração de relatórios standard dentro da aplicação.

A integração da oferta SAP e Business Objects permite aos clientes beneficiar de uma maior facilidade de utilização, da natureza independente da plataforma, que permite que as aplicações se integrem com soluções SAP e não SAP e, ainda, com menores custos de propriedade.

Vantagens para os parceiros SAP

A união das empresas pressupõe uma importante oportunidade para os parceiros de negócio da SAP, sendo encarada como uma ampliação da oferta de aplicações em áreas que actualmente registam uma forte procura e investimento. Em apenas 9 meses, mais de 50% dos parceiros SAP na Península Ibérica formaram-se na nova oferta de aplicações SAP BusinessObjects.

Para além disso, a fusão das empresas resultou também no crescimento das suas comunidades on-line. A comunidade SAP BusinessObjects cresceu 375% em 7 meses e a sua actividade aumentou 600%, alcançando os 14.000 posts por mês.

"Podemos afirmar que a integração da Business Objects foi uma das operações de aquisição mais bem sucedidas da história do mercado de software. Assim o reconheceram clientes, analistas, parceiros e inclusive aqueles que manifestaram cepticismo quando se anunciou a fusão, pelo facto da SAP nunca ter feito uma aquisição de semelhante magnitude", afirma Bernardo Ricca.

Aumento da procura num contexto económico desafiante

No panorama económico actual, as empresas estão conscientes da necessidade de analisar de forma contínua a sua gestão e de terem disponível, em qualquer momento, a informação necessária para tomarem decisões de negócio correctas. Neste contexto, existe não só uma maior necessidade de analisar os indicadores de desempenho empresarial, como os directores financeiros estão a ganhar um maior protagonismo nas organizações aquando das actividades de previsão e consolidação. Muitos destes gestores demonstram-se insatisfeitos com as ferramentas que utilizam para efectuar essas tarefas, que segundo um inquérito realizado pela consultora CFO Research 1, um em cada cinco casos limita-se a uma folha de cálculo. Neste mesmo estudo, sobressaiu também que os gestores financeiros reconhecem que é necessário um maior grau de integração dos dados, para poder realizar-se uma previsão e consolidação mais exacta, que ajude ao nível da tomada das decisões mais adequadas.

Como consequência desta situação, em 2009 prevê-se um aumento considerável da procura de soluções que permitam medir e prever a situação das empresas: aplicações de Business Intelligence, Gestão de Performance Empresarial, Gestão de Risco e Conformidade. Nesse sentido, a oferta da SAP BusinessObjects está muito bem posicionada para ajudar as empresas a reunir maior conhecimento e a visão de que necessitam para os seus negócios, baseando-se em informação real. A plataforma de Business Intelligence da SAP e, sobretudo, as soluções de Gestão de Performance Empresarial e GRC assumem um papel fundamental no sentido de apoiar as empresas a superar a actual conjuntura económica actual e, ainda, a sair reforçadas da situação.

Diogo Baptista reitera, " a SAP está comprometida a trabalhar na inovação e na integração da sua oferta de soluções para apoiar as empresas a sairem reforçadas do actual contexto económico."

(1) Um panorama integral da empresa: planeamento operacional e financeiro em empresas globais, CFO Research.

 

Sobre a SAP
A SAP é o fornecedor líder mundial de software de gestão empresarial (*), que disponibiliza aplicações e serviços que permitem às organizações, de todas as dimensões e de mais de 25 sectores de actividade, tornarem-se em negócios melhor geridos. Com mais de 82.000 clientes em mais de 120 países, a empresa está cotada em várias bolsas, incluindo a bolsa de Frankfurt e NYSE, com o símbolo "SAP".