O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contacte diretamente com as empresas

SAP Iberia cresceu mais de 12% em 2009

  • 02/06/2010, Lisboa

  • Os motivos deste crescimento prendem-se com a diversificação estratégica da empresa, o aumento da quota de mercado, em especial entre as PME, e o lançamento de grandes projectos de transformação por parte dos clientes.
  • Empresa: SAP Portugal

 

Os motivos deste crescimento prendem-se com a diversificação estratégica da empresa, o aumento da quota de mercado, em especial entre as PME, e o lançamento de grandes projectos de transformação por parte dos clientes com o claro objectivo de saírem fortalecidos da crise.

A SAP Iberia, unidade de mercado que inclui a operação de Portugal e Espanha, anunciou os resultados do seu exercício fiscal de 2009, concluído em 31 de Dezembro. Em 2009, a facturação cresceu 12,1%, até alcançar os 275,8 milhões de euros, comparativamente com os 245,9 milhões de euros obtidos em 2008. A rentabilidade da unidade de mercado também cresceu, uma vez que os lucros aumentaram 17,2%, chegando aos 32 milhões de euros (2008: 27,3 milhões de euros).

Tal como assinalou José Velázquez, director-geral da SAP Iberia, "estamos muito orgulhosos com os resultados alcançados pela unidade de mercado num ano tão complicado, do ponto de vista económico, como foi 2009. Estes resultados evidenciam a confiança do mundo empresarial na nossa empresa e reforçam ainda mais a nossa liderança no mercado ibérico".

Uma oferta muito diversificada

Nos últimos anos, a SAP aumentou a sua oferta através do desenvolvimento de novas soluções, de aquisições e da celebração de acordos com empresas terceiras, com o objectivo de proporcionar ao cliente uma oferta global que apoie a gestão do seu negócio e/ou os respectivos planos estratégicos de expansão internacional. Essa diversificação foi uma das razões para o crescimento alcançado na SAP Iberia.

"Em épocas de crise económica é mais difícil que a maioria das empresas invista em grandes projectos de renovação tecnológica. Em linhas gerais, as empresas centraram as suas prioridades no desenvolvimento de projectos específicos que respondem a necessidades de negócio concretas, como as direccionadas para reduzir custos, conseguir um planeamento adequado e uma consolidação orçamental, ou nas aplicações que visam melhorar o modo de funcionamento do seu negócio", explicou Velázquez. Por este motivo, uma das áreas que ganhou maior relevância no negócio da SAP Iberia foi a de vendas de soluções na área de Business User, que engloba todas essas aplicações e cujas vendas representaram 25% do total das receitas por venda de software obtidas pela unidade de mercado.

O interesse que a nova oferta da SAP despertou evidenciou-se através do grande número de pessoas que fizeram formação nas suas soluções em 2009, com um total de 7.611 assistentes e 1.169 certificações em Portugal e Espanha. O ecossistema de parceiros, que actualmente integra um total de 129 empresas, entre parceiros de serviços de implementação e parceiros de canal para as PME, apostou firmemente na sua especialização nas novas aplicações da SAP, na actualização do seu conhecimento e na certificação em novas áreas.

A SAP Iberia continuou a aumentar a sua quota de mercado, uma vez que, em 2009, juntou à sua carteira de clientes um total de 392 novas empresas, das quais 93% são empresas de pequena e média dimensão. Actualmente, 79% das empresas que utilizam soluções SAP na Península Ibérica são PME, uma percentagem elevada que permitiu à unidade de mercado situar-se como a segunda mais importante deste negócio na região da EMEA.

Mas não só as PME apostaram na SAP em 2009, também as grandes empresas manifestaram confiança nas soluções da SAP para gerir os seus negócios, tais como: ANA Aeroportos de Portugal, CP, Via Verde, Zon TV Cabo Portugal, Empark Aparcamientos Servicios, Pepe Jean ou Dulces y Conservas Helios. Os sectores nos quais a unidade de mercado registou maior êxito foram a administração pública, tendo celebrado contratos, entre outros, com a Administração dos Portos do Douro e Leixões, o Ministério do Desenvolvimento Espanhol, o Município de Toledo ou o Instituto de Astrofísica das Canárias, assim como foram o sector dos seguros, grande consumo, telecomunicações e retalho.

Para além disso, no ano passado a SAP celebrou alguns contratos estratégicos com empresas que já eram suas clientes e que decidiram lançar grandes projectos de transformação tecnológica, como foi o caso da Telefónica, que celebrou um contrato para unificar a gestão de todas as suas filiais com o software da empresa ou da Gás Natural que, após a aquisição da Unión FENOSA, decidiu unificar a gestão através do software da SAP. Outro dos contratos de destaque de 2009 foi o celebrado com a Comunidade Autónoma de Madrid, que fez com que a SAP passasse a parceiro estratégico para a transformação tecnológica da região.

Na opinião de José Velázquez "é muito importante para a nossa empresa verificar como muitas empresas decidiram apostar em novos investimentos com a SAP, em particular aquelas empresas que ainda não eram clientes. A satisfação também é grande pela renovação da confiança das empresas já clientes em Portugal e Espanha, com vista ao desenvolvimento dos seus planos de crescimento e para suporte aos seus projectos de transformação e inovação nos seus negócios".

 

Estratégia de crescimento da SAP Iberia em 2010

A estratégia da SAP para continuar a crescer este ano tem dois eixos fundamentais. Por um lado, o enfoque claro no negócio dos clientes e, por outro, a inovação nas aplicações e na tecnologia.

Uma das primeiras medidas adoptadas este ano para melhorar a satisfação dos clientes é a oferta da opção entre dois tipos de serviços de manutenção: um mais completo, o SAP Enterprise Support, lançado em 2008 e, outro mais adaptado a um panorama económico difícil, o SAP Standard Support. Esta possibilidade de escolha foi muito apreciada pelos clientes que, contudo, preferiram manter-se na opção mais completa. Destaque-se que a maioria das empresas que utilizam soluções SAP em todo o mundo optou por manter o SAP Enterprise Support, como nível de serviço de manutenção.

Em 2010, a diversificação será um elemento-chave para a execução da estratégia da SAP Iberia em três âmbitos fundamentais: produtos, sectores de actividade e segmentos de mercado.

Como consequência do amplo portefólio de soluções da empresa e da sua capacidade para identificar as novas tendências e necessidades das organizações, a SAP oferece ao mercado um grande leque de possibilidades para investimentos em prol da inovação de processos. Neste sentido, a SAP Iberia duplicou os recursos na unidade de negócio de Business User e Solution Sales, para poder prestar um melhor atendimento e suporte ao interesse que as soluções desta área estão a despertar entre as empresas.

Por outro lado, a SAP desenvolveu ao longo das suas quatro décadas de história um conhecimento aprofundado das necessidades dos diferentes sectores verticais, ao trabalhar estreitamente com os seus mais de 97.000 clientes em todo o mundo. Por este motivo, a empresa dispõe actualmente de soluções específicas para 25 sectores de actividade. Em 2010, juntamente com os sectores estratégicos do último ano, como a banca, o sector público, as utilities e a distribuição, a SAP Iberia também adopta como prioridade a educação e a saúde.

A empresa também reforçará a sua oferta diferenciada para as pequenas e médias empresas, incluindo novas capacidades funcionais e soluções, assim como fórmulas contratuais que abrangem todas as possibilidades de investimento, como, por exemplo, novos modelos de comercialização que consideram a opção de aluguer de aplicações de gestão durante um período de tempo.

O papel da inovação na SAP

O esforço da SAP em matéria de inovação visa simplificar as suas aplicações, chegar a um número de utilizadores cada vez maior e responder a novas realidades empresariais.

José María Sabadell, director de operações da SAP Iberia, assinalou que "a inovação permanece no núcleo da estratégia da SAP e é mais relevante do que nunca na história da empresa, que se dedica ao cliente para satisfazer as suas necessidades e para que a sua experiência como utilizador das nossas soluções seja extraordinária".

A empresa organiza o seu trabalho em matéria de inovação em quatro grandes áreas:

  • Aplicações on-premise: a SAP é o líder indiscutível nas aplicações de negócio on-premise em todo o mundo e quer continuar a sê-lo. Nesse sentido, continuará a inovar para introduzir melhorias no seu pacote de aplicações de negócio SAP Business Suite 7. Na área de Business Intelligence está também a trabalhar no desenvolvimento de novas aplicações de análise da informação de negócio.
  • Aplicações on-demand: a empresa adaptou grande parte das suas soluções ao mercado SaaS e prevê continuar a reforçar o seu catálogo de produto nessa área, que será uma das que mais crescerá nos próximos anos, de acordo com a maioria dos analistas. Por este motivo, a SAP prevê introduzir este ano a sua inovação mais importante no mercado on-demand: a solução SAP Business ByDesign, uma plataforma de gestão para médias empresas, que estará disponível em meados deste ano, e com a qual a SAP acredita que influenciará consideravelmente as pressupostos actuais do mercado on-demand.
  • Aplicações de Mobilidade ou on-device: Os dispositivos móveis estão a tornar-se no ponto de interacção com as aplicações de negócios preferido pelos utilizadores. A SAP quer assegurar o acesso às suas soluções a partir dos principais dispositivos móveis e, para isso, está a desenvolver aplicações específicas para essas plataformas.
  • Tecnologia: nos últimos anos, um dos maiores avanços da SAP foi a tecnologia In-Memory, uma tecnologia que simplifica as aplicações e proporciona uma velocidade sem precedentes. A SAP continua a desenvolver essa tecnologia com o objectivo de conseguir análises em tempo real.

De acordo com José María Sabadell, "a união das três áreas de aplicações - on-premise, on-demand e on-device - faz da SAP o fabricante com a oferta mais abrangente do mercado. Disponibilizamos aos clientes todas as aplicações que precisam para gerir o seu negócio, mas queremos avançar e, por isso, estamos a desenvolver formas de dar mais velocidade e eficiência à inovação. Nesse sentido, queremos actuar mais como empreendedores que como uma empresa consolidada, com quase cem mil clientes e várias décadas de experiência. "

Sobre a SAP

A SAP é o fornecedor líder mundial de software de gestão empresarial, que disponibiliza aplicações e serviços que permitem às organizações, de todas as dimensões e sectores de actividade, melhorarem o funcionamento do seu negócio. Com cerca de 97.000 clientes em mais de 120 países, a empresa está cotada em várias bolsas de valores, incluindo a bolsa de Frankfurt e NYSE, com o símbolo "SAP".